src="https://cdnjs.cloudflare.com/ajax/libs/reading-time/2.0.0/readingTime.min.js
Veja lista de alimentos que te deixam bem humorado

Veja lista de alimentos que te deixam bem humorado

Banana, aveia, pimenta… alimentos podem regular seu humor

O nutrólogo Roberto Navarro e a culinarista funcional Malu Lobo prepararam uma lista com 17 alimentos que contribuem para que você fique de bom humor . Veja os detalhes:

Aliados da serotonina

A serotonina é um hormônio que ajuda a regular o lado comportamental e, com isso influencia do humor de cada  um. Estudos já mostraram que quando se tem fome ou está estressado, os níveis desse hormônio variam. Isso é uma explicação para o motivo de pessoas com fome ficarem bravas ou irritadas.

Segundo Roberto, alguns alimento são ricos em triptofano, um composto que ajuda a estimular a produção de serotonina. Com esse neurotransmissor em dia e em boa quantidade, a tendência e se sentir mais feliz.

Estão nesse grupo alimentos fáceis de serem encontrados em qualquer feira ou mercado, como banana , abacate , folhas verdes (espinafre, rúcula e agrião) e oleaginosas como castanha e avelãs . Você ainda pode apostar em grãos como arroz integral , aveia e grão de bico . Lembre-se também de gema de ovo e iogurte . Diversos desses alimentos podem ser combinados para aquele café da manhã “da felicidade”.

Aliados da dopamina

Outro neurotransmissor que está ligado ao humor é a dopamina. Ele é conhecido por ativar o chamado sistema de recompensa do cérebro, responsável, por exemplo, pela sensação de prazer. Assim como no caso da serotonina, também há uma lista de alimentos que estimulam a produção dessa substância. São eles frutas como limão e laranja ; temperos, como cúrcuma e pimenta vermelha e também o cacau .

Para acalmar

Estar mais calmo e tranquilo também pode significar se sentir mais feliz. Pensando nisso, a indicação do nutrólogo é talo de alface , rico em lactucina, substância que tem efeito calmante.

Intestino funcionando em dia

Outro aspecto que está relacionado ao humor é o funcionamento do intestino. Roberto brinca e diz que esse órgão é o segundo cérebro. Para melhorar a flora intestinal a indicação é biomassa de banana verde .

Image title

Image title

Image title

Fonte: iG

por Marcos Moraes – Jornalista

Tipos de humor que podem indicar problemas mentais

Tipos de humor que podem indicar problemas mentais

O comportamento humano é tão rico em sinais e indicações do que se passa entre nossas duas orelhas que até no senso de humor de um indivíduo é possível constatar desequilíbrios psicológicos. Confira seis situações e seus possíveis problemas:

1. Achar graça na dor alheia

dor-alheia

 

Este item na verdade não aborda um transtorno mental, mas sim uma reação estranha que a maioria das pessoas tem. Quantas vezes você já riu da desgraça alheia? Você se sentiu um monstro por ter feito isso? Calma, isso é normal.

Em 1961, o psicólogo Stanley Milgram da Universidade de Yale fez um estudo muito diferente: ele convenceu os participantes da pesquisa que eles estavam dando choques cada vez mais fortes em outras pessoas. Sempre que eles apertavam o “botão da dor”, muitos voluntários acabavam caindo na risada. “Eram risadas que pareciam fora de lugar, até bizarras”, diz ele.

Ao estudar essas risadas, ele percebeu que elas não eram por alegria, mas sim por nervosismo. Inconscientemente, os participantes riam para tentar convencer a si mesmos e àqueles ao seu redor de que a situação era melhor do que realmente era.

2. Falta de senso de humor

bom-senso

O humor é subjetivo. Para uma piada ser engraçada para você, ela deve entrar em ressonância com seus valores e crenças pessoais. Isso quer dizer que se você vive em uma situação de constante mentira sobre seus valores e crenças, nada mais vai parecer engraçado. Isso se aplica a pessoas desiludidas com a vida.

Um estudo conduzido por Robert Lynch, um antropólogo e comediante stand-up, avaliou as reações a piadas de um grupo de alunos universitários. Para saber se as reações eram sinceras, um sistema de código de ação facial foi utilizado.

Assim, Robert confirmou sua hipótese de que aqueles mais desiludidos com a vida davam menos risadas genuínas. Isso não quer dizer que essas pessoas não sorriam ou riam, mas sim que elas não eram sinceras.

3. Rir apenas dos outros e nunca de si mesmo

 

rindo-dos-outros

Quem sofre de transtorno de personalidade narcisista pode apreciar apenas um tipo muito específico de humor: aquele que não se aplica à ele. Isso quer dizer que ele não ri de si mesmo, se leva muito à sério. A mínima observação que não seja positiva sobre esta pessoa resulta em uma reação exagerada.

Um fato curioso sobre esse transtorno é que estudos confirmam que aqueles haters que frequentam as seções de comentários dos sites geralmente são narcisistas, mas também podem ser psicopatas e sádicos.

4. Senso de humor negro

 

humor-negro

Psicólogos notam que workaholics perdem gradualmente a habilidade de apreciar ou criar humor. O senso de humor dessas pessoas se restringe à humor negro ou depreciativo, que subconscientemente pode ter como função afastar assuntos não relacionados ao trabalho dos temas de conversa.

Casamentos de workaholics tendem a terminar em divórcio, e filhos de workaholics são mais propensos a ter depressão quando adultos.

Em estágios avançados de vício pelo trabalho, as pessoas podem perder completamente a habilidade de curtir qualquer tipo de humor. Eles viram grandes reclamões.

5. Dificuldade em captar sarcasmo

 

sarcasmo

Processar sarcasmo não é tão simples quanto parece. É preciso analisar o contexto, o tom de voz e a linguagem corporal do interlocutor. Crianças pequenas, por exemplo, têm mais dificuldade em captar o sarcasmo.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia em São Francisco descobriram que pessoas com demência frontotemporal têm dificuldade em detectar sarcasmo. Outras condições como autismo, lesões cerebrais, esquizofrenia e até derrames podem estar por trás de uma dificuldade em entender este tipo de linguagem.

6. Obsessão por trocadilhos

 

trocadilho

Por cinco anos um paciente – chamado de “Derek” pela comunidade médica – mostrou uma obsessão tão grande por trocadilhos que até chegava a acordar sua esposa durante a noite para dividir sua nova criação genial.

Incomoda com esta mudança estranha de comportamento, ela o convenceu a ir a um médico. Eles descobriram que dois derrames danificaram os lobos frontais de Derek.

google-site-verification: googlee73cd655be624699.html